O dia da cirurgia

Meu sustento dos próximos dias

Hoje é o dia da cirurgia. Às 15h00 passarei pelo laser. Já comprei os 3 colírios e o analgésico (Tylex). A cirurgia será realizada na clinica CAL (Centro Avançado de Laser – http://www.cirurgialaser.com/index.php?link=localizacao.htm). O Dr. Samir verificou o equipamento desta clinica e do Hospital das Clinicas e definiu que para minha condição a maquina do CAL seria melhor pois é mais moderna.

2 horas antes da cirurgia tenho que tomar o analgésico Tylex. O Tylex é parte Paracetamol (Tylenol) e parte Codeína (o mesmo remédio que o Dr. House toma compulsivamente) este é um sinal que posso ter bastante dor após a cirurgia. Um dos colirios alivia a dor e a inflamação ocular (Nevanac) e outro é um anti-biótico (Vigamox) ambos devo pigar de 4 em 4 horas. O terceiro da lista é apenas um lubrificante ocular que devo pigar de hora em hora.

Se eu conseguir hoje após a cirurgia faço um novo post, caso não consiga, quando estiver melhor coloco minha experiência. Minha ideia é realizar pelo menos um post diários descrevendo minha experiência. Aguardem mais detalhes…

A decisão de operar

Prof. Dr. Samir Jacob Bechara

Prof. Dr. Samir Jacob Bechara

Em 2012 decidi realizar a cirurgia para corrigir meus 6 graus de miopia. Antes de qualquer coisa como iria operar os olhos, a porta de entrada do mundo, o sentido que usamos para ver a beleza do mundo, tinha que escolher um excelente médico. Para tal pedi diversas referências e cheguei ao Prof. Dr. Samir Jacob Bechara, Chefe do Setor de Cirurgia Refrataria do Hospital das Clinicas e Professor da USP.

Marquei a consulta para fevereiro. Na data fiz diversos exames na clinica para ver a situação geral dos meus olhos. Não tive problema algum. Vimos que meu grau já estava estável por bastante tempo. E o doutor solicitou o exame de CERATOSCOPIA COMPUTADORIZADA DA CORNEA POR ORBSCAN DE AMBOS OS OLHOS para garantir que posso realizar a cirurgia com baixo risco.

Após o exame, vimos que a minha córnea não tinha espessura suficiente para realizar a cirurgia Lasik com baixo risco. Para quem não conhece hoje existem basicamente 3 tipos de cirurgia recomendadas para a correção de miopia:

Lasik: Cirurgia onde se corta a córnea gerando uma tampa (flap) é disparado o laser corretivo direto na córnea e o flap é fechado (http://youtu.be/O4kDC4sZ5Jg). A vantagem desta cirurgia é que a recuperação é muito rápida, você sai da cirurgia enxergando e no próximo dia já até conseguiria dirigir. A desvantagem é que o olho precisa de um tempo relativamente grande para fechar o flap e nesse período não é recomendo participar de atividades que possam propiciar um impacto ao olho (ex. esportes de contato ou com bola)

PRK: Cirurgia um pouco mais simples que o Lasik onde se retira um película da córnea e é disparado o laser diretamente na superfície dela (http://youtu.be/aEYGoVcQvCw). A vantagem da cirurgia é que ela é mais simples que a Lasik pois não é necessário cortar a córnea. A desvantagem é que a recuperação é mais demorada.

Lente intra ocular (lente Artisan): O implante de lente intra-ocular foi inicialmente desenvolvido para o tratamento de cataratas e hoje é utilizado para a correção de miopia e astigmatismo. A lente é implantada atrás da córnea e normalmente fixada na Iris (http://youtu.be/26U9JPOyclE). A vantagem deste procedimento é que ele é reversível, e caso seja necessário a lente pode ser substituída ou retirada. A desvantagem é que a  cirurgia é mais complicada.

No meu caso após diversas Ceratoscopias por Orbscan e Microscópica Especular de Córnea decidimos que a melhor opção no meu caso seria a cirurgia PRK. Como a espessura da minha córnea não era suficiente para o Lasik tinha apenas a opção da PRK e a lente intra ocular. A lente intra ocular é mais indicada para quem tem mais de 7 graus como tenho 6 o Dr. Samir depois de estudar bastante meu caso me sugeriu a PRK.

Marquei a cirurgia para o dia 10/08.