Olhos secos no pós operatório de cirurgia laser

Hoje foi o primeiro dia que percebi que acordo com os olhos secos por conta dos colírios que estou usando.

Desde a cirurgia tenho usado diversos colírios para controlar a cicatrização diminuir a inflamação e acabar com a irritação dos meus olhos. Por conta do número de vezes que deveria usar o colírio acabava sempre colocando a última vez do dia em um horário próximo a ir dormir. No próximo dia quando abria os olhos eles estavam bastante secos e até doiam. Agora como estou usando o Florate apenas duas vezes ao dia, tenho usado o mesmo por volta da 20h00. No próximo dia meus olhos não estão mais secos.

Para provar minha hipotese ontem acabei esquecendo o colírio e apenas usei o mesmo antes de dormir. Hoje acordei com os olhos bastante secos. Quem está sofrende com os olhos secos e ficando com medo no pós operatório de ter que usar colírio o resto da vida posso falar que vocês podem ficar mais tranquilos.
323 of 365- My dry eye...

Olhos no quinto dia após cirurgia laser PRK

Olhos Dia 5 após cirurgia laser PRK de correção de miopiaHoje meus olhos estão quase nada vermelhos. Comparando com o normal antes da cirurgia não vemos quase nenhuma diferença. Não sinto quase nada de desconforto, apenas a sensação de estar com um lente de contato um pouco ressecada. Mas quando pingo o colírio tudo melhora. Em termos de visão devo estar próximo dos 90%.

Visitei o Dr. Samir hoje, e ele disse que está tudo ok, meu epitelio está completo e que podemos seguir para próximo estagio do processo pós-operatório. Ele me receitou um novo colírio PredFort para usar de 12 em 12 horas e reduziu o uso do Vigamox. Marcamos a próxima consulta para sexta-feira para retirar já as malditas lentes que enchem o saco. Após a retirada das lentes apenas usarei o colírio novo e somente voltarei ao consultório em 1 mês.

Olhos no terceiro dia após cirurgia laser PRK

Olhos dia 3 após cirurgia laser PRKHoje meus olhos continuam irritados mas muito menos do que ontem. Quase não usei os oculos escuros mas fiquei o dia todo em lugar escuro. Estou praticamente o dia todo com os olhos abertos o que é uma boa melhora. Não estou sentindo dor por isso diminiu o número de comprimidos Tylex que estou tomando. Agora só tomo um pela manhã outro a tarde e outro antes de dormir. O primeiro frasco de Fresh Tears já acabou que estou usando toda hora pois com ele diminui o incomodo da lente curativo.

Mais tarde vou visitar o Dr. Samir para ver como estou.

A decisão de operar

Prof. Dr. Samir Jacob Bechara

Prof. Dr. Samir Jacob Bechara

Em 2012 decidi realizar a cirurgia para corrigir meus 6 graus de miopia. Antes de qualquer coisa como iria operar os olhos, a porta de entrada do mundo, o sentido que usamos para ver a beleza do mundo, tinha que escolher um excelente médico. Para tal pedi diversas referências e cheguei ao Prof. Dr. Samir Jacob Bechara, Chefe do Setor de Cirurgia Refrataria do Hospital das Clinicas e Professor da USP.

Marquei a consulta para fevereiro. Na data fiz diversos exames na clinica para ver a situação geral dos meus olhos. Não tive problema algum. Vimos que meu grau já estava estável por bastante tempo. E o doutor solicitou o exame de CERATOSCOPIA COMPUTADORIZADA DA CORNEA POR ORBSCAN DE AMBOS OS OLHOS para garantir que posso realizar a cirurgia com baixo risco.

Após o exame, vimos que a minha córnea não tinha espessura suficiente para realizar a cirurgia Lasik com baixo risco. Para quem não conhece hoje existem basicamente 3 tipos de cirurgia recomendadas para a correção de miopia:

Lasik: Cirurgia onde se corta a córnea gerando uma tampa (flap) é disparado o laser corretivo direto na córnea e o flap é fechado (http://youtu.be/O4kDC4sZ5Jg). A vantagem desta cirurgia é que a recuperação é muito rápida, você sai da cirurgia enxergando e no próximo dia já até conseguiria dirigir. A desvantagem é que o olho precisa de um tempo relativamente grande para fechar o flap e nesse período não é recomendo participar de atividades que possam propiciar um impacto ao olho (ex. esportes de contato ou com bola)

PRK: Cirurgia um pouco mais simples que o Lasik onde se retira um película da córnea e é disparado o laser diretamente na superfície dela (http://youtu.be/aEYGoVcQvCw). A vantagem da cirurgia é que ela é mais simples que a Lasik pois não é necessário cortar a córnea. A desvantagem é que a recuperação é mais demorada.

Lente intra ocular (lente Artisan): O implante de lente intra-ocular foi inicialmente desenvolvido para o tratamento de cataratas e hoje é utilizado para a correção de miopia e astigmatismo. A lente é implantada atrás da córnea e normalmente fixada na Iris (http://youtu.be/26U9JPOyclE). A vantagem deste procedimento é que ele é reversível, e caso seja necessário a lente pode ser substituída ou retirada. A desvantagem é que a  cirurgia é mais complicada.

No meu caso após diversas Ceratoscopias por Orbscan e Microscópica Especular de Córnea decidimos que a melhor opção no meu caso seria a cirurgia PRK. Como a espessura da minha córnea não era suficiente para o Lasik tinha apenas a opção da PRK e a lente intra ocular. A lente intra ocular é mais indicada para quem tem mais de 7 graus como tenho 6 o Dr. Samir depois de estudar bastante meu caso me sugeriu a PRK.

Marquei a cirurgia para o dia 10/08.

Minha história com a miopia

Beach kites

Uso óculos desde que me conheço como gente. Nunca tive muito problema com isso. Claro que quando vou a piscina tenho sérios problemas em identificar as pessoas por conta dos meus 6 graus. Tanto que tenho que memorizar a localização das pessoas para não me perder. Na praia com o movimento da água a situação é pior ainda. Por isso que as lentes de contato me salvaram. Usando lente tudo fica mais fácil. Você coloca o plástico e pinga o colírio e consegue enxergar. Só não dá para abrir os olhos dentro embaixo da água. Não tem tem problemas para os olhos mas a lentes tendem a querer nadar também, e plástico transparente dentro de uma piscina enorme é impossível de achar.

O problema da lente de contato no meu caso é que ela resseca e após um tempo não é mais confortável usa-la. Além disso, tenho rinite alérgica então após um longo período com as lentes meus olhos coçam muito. Mas o que me afeta mais não é nada disso, é a preguiça de colocar a lente de depois ter que tirar, isso enche o saco.

Por essas e outras razão em janeiro de 2012 decidi jogar fora os óculos e melhorar minha qualidade de vida através da cirurgia.